existir

A EXISTIR surgiu em 2001, por iniciativa de um grupo de pais de crianças com Síndrome de Down, com o propósito de constituir uma entidade privada, sem fins lucrativos, que apoiasse crianças portadoras de necessidades especiais, em especial a Síndrome de Down. Fundamos a Entidade em fins de 2004, com o seu registro em 25.01.2005, tendo por objetivo um projeto diferenciado, ou seja, trabalho em grupos de crianças com Síndrome de Down a partir dos 2 anos de idade.

terça-feira, 30 de março de 2010

EXISTIR comemora o Dia Internacional da Síndrome de Down 21 de MARÇO DE 2010

A hora é agora. Inclusão Social:Vamos Fazer Acontecer!
Vamos fazer acontecer inclusão desde o nascimento!
Vamos fazer acontecer inclusão na educação !
Vamos fazer acontecer inclusão em todas os setores, segmentos e espaços!
Vamos fazer acontecer inclusão na sociedade e para Todos!!!
INCLUSÃO SOCIAL:VAMOS FAZER ACONTECER!

A Sindrome de Down é uma alteração genética caracterizada pela presença de um cromossomo 21 extra total ou parcialmente. Por isso, a síndrome também é conhecida como Trissomia do Cromossomo 21. Não por acaso, o dia 21 de março (21/3) foi proposto pela Down Syndrome International como o Dia Internacional da Síndrome de Down, que é comemorado desde o ano de 2006.

O objetivo dessa comemoração é promover a conscientização e o esclarecimento sobre a síndrome e assuntos relacionados, bem como o apoio e o reconhecimento da dignidade, dos direitos e do bem-estar das pessoas com Síndrome de Down.
 
Audiência Publica na Assembleia Legislativa do Ceará discutirá dia 22 de março de 2010 as14:30 "SITUAÇÃO DE CRIANÇAS CEARENSES COM SÍNDROME DE DOWN NO ESTADO DO CEARÁ" em comemoração ao dia Internacional da SÍNDROME DE DOWN

Deputada Rachel Marques(PT) entrou com requerimento solicitando audiência pública para tratar da SITUAÇÃO DE CRIANÇAS CEARENSES COM SÍNDROME DE DOWN NO ESTADO DO CEARÁ" em comemoração ao dia Internacional da SÍNDROME DE DOWN.

segunda-feira, 29 de março de 2010

A hora é agora. Inclusão Social:Vamos Fazer Acontecer!

FCF lança campanha para beneficiar crianças com Síndrome de Down

O presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF),. Mauro Carmélio, lançou no início da tarde de ontem, a Campanha “Seu ingresso vale um sorriso”. A primeira ação da Campanha será no Clássico-Rei (Fortaleza x Ceará) do próximo domingo, Dia Internacional da Síndrome de Down.

Ela consistirá na troca de um Ingresso Solidário por duas latas de leite em pó, de 400 gramas cada, que serão doadas para a Associação Inclusiva de Fortaleza /Existir.

A Existir faz um trabalho muito bonito destinado cuidar de crianças com Down, e por isso, a FCF, através de seu presidente, inteirada do funcionamento da Entidade, resolveu indicá-la como primeira Instituição beneficiada pela campanha “Seu ingresso vale um sorriso”.

Os torcedores poderão fazer a troca do ingresso ao lado da FCF (Rua Paulino Nogueira, 77 - Benfica) na sede da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), que também apóia a iniciativa, amanhã e sábado), das 10s às 18 horas.

Serão disponibilizados mil ingressos para a Campanha, que também conta com o apoio de Ceará Sporting Club e Fortaleza Esporte Clube. Os ingressos solidários são de venda proibida.

Em outras ações, novas Instituições serão beneficiadas com a Campanha “Seu ingresso vale um sorriso”.

http://www.oestadoce.com.br/?acao=noticias&subacao=ler_noticia&cadernoID=9¬iciaID=25008

No lançamento da campanha a presença do representante da entidade EXISTIR Sr. Domingos Sávio Timbó, do presidente da FCF Dr. Mauro Carmélio, dos clubes Ceará Sporting Club, Fortaleza Esporte Clube e da APCDEC.



Portanto, a FCF e o Sr. Presidente Dr. Mauro Carmélio fazem um gol de placa, e quem agradecem são as crianças portadoras da síndrome de Down.

Associação Inclusiva EXISTIR agradece carinhosamente a Federação Cearense de Futebol (FCF) e a Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec)pela valorosa colaboração.

Aproveitamos este momento para dizer que neste Planeta desigual, é possível avançar nos interesses dos diferentes, quando se tem parceiros como vocês que e de grande significado na vida da nossa Associação e têm nos dado uma contribuição expressiva para a existência da EXISTIR, queremos agradecer a todos vocês que fazem a Federação Cearense de Futebol (FCF) e a Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec)e os clubes Ceará e Fortaleza, ao apoio a esta causa, e que “DEUS”conserve todos vocês com muita disposição, e entusiasmo, e que continue fazendo a diferença. Que “Deus” continue iluminando a todos.Associação Inclusiva de Fortaleza


Queremos retribui com simples, mas sincero gesto de carinho “SORRISOS”
A Campanha da FCF “Seu ingresso vale um sorriso” foi coroada de pleno êxito. Foram arrecadadas 2.000latas de leite em pó com a troca por 1.000 ingressos em apenas 4 horas de promoção. Os ingressos valiampara acesso a qualquer parte do Castelão durante o jogo Fortaleza x Ceará no último dia 21/03/10.
A troca foi realizada na sede da APCDEC e nesta segunda-feira (22/03) o presidente da FCF Dr. Mauro Carmélio recebeu das mãos do presidente da APCDEC Edilson Alves simbolicamente o montante arrecadado que será imediatamente enviado a comunidade EXISTIR.
A APCDEC parabeniza aos clubes Ceará e Fortaleza, a FCF e toda crônica esportiva pela brilhante iniciativa e apoio à ação com objetivo e responsabilidade social.


Presidente da FCF Dr. Mauro Carmélio recebeu das mãos do Dr. Domingos Savio Timbó da Associaçao EXISTIR um certificado de agradecimento.
Desejamos que vocês continuem com esse espírito de solidariedade, que lutem por um futuro mais humano e pela busca de dias melhores.

Fica, portanto o reconhecimento da Associação EXISTIR pelo apoio que foi nos dado.

Nosso muito obrigado.

terça-feira, 23 de março de 2010

Audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira (22/03).

http://www.al.ce.gov.br/noticias/noticia_completa.php?codigo=14013

A situação de crianças e adolescentes cearenses com síndrome de down foi tema de audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira (22/03).

A iniciativa foi da presidente da Comissão de Juventude da Casa, deputada Rachel Marques (PT), por ocasião do Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado no último domingo (21/03).
Durante o debate, representantes do Governo e de entidades discutiram a inclusão de pessoas especiais nas escolas públicas e particulares e no mercado de trabalho, além dos projetos governamentais voltados para crianças com síndrome de down. A rejeição de escolas particulares a crianças especiais foi alvo de crítica por parte dos participantes.
A chefe de Gestão Pedagógica da Prefeitura de Fortaleza, Adriana Limaverde, e o representante do Conselho Fiscal da Associação Inclusiva de Fortaleza (Existir), Domingos Sávio Timbó, reclamaram que muitas escolas particulares não aceitam alunos com a síndrome, com a justificativa de que não estão preparadas pedagogicamente para recebê-los.
“O educador tem que trabalhar com a diferença, seja ela fruto de deficiência ou não”, ressaltou Adriana. “Nós queremos também que as escolas particulares recebam nossos filhos”, acrescentou Domingos.

O presidente da Comissão de Educação, deputado Artur Bruno, que presidiu a audiência, sugeriu que os pais façam “pressão” às escolas particulares. “Se os pais entrassem na Justiça contra essas escolas, talvez se fizesse uma pressão muito grande nessas escolas particulares”.

Por sua vez, o secretário-adjunto da Secretaria de Planejamento e Gestão, Reno Ximenes, anunciou a elaboração de um programa de estágio profissional exclusivo e remunerado para pessoas com síndrome de down. A intenção, segundo ele, é garantir o aumento da autoestima, emancipação, aprendizagem e inclusão no mercado de trabalho.

Os projetos governamentais foram apresentados por Isabel Cristina de Pontes Lima, assessora da primeira-dama do Estado, Maria Célia Habib; pela professora e técnica da Educação Especial da Secretaria de Educação do Estado, Sônia Kátia Cavalcante; e pela coordenadora da Cidadania da Secretaria de Justiça, Heline Joyce Barbosa Monteiro.

Isabel Cristina destacou o objetivo de “disseminar uma nova cultura, para que essas pessoas possam se inserir na sociedade como um todo”. Sônia Kátia, por sua vez, informou sobre as parcerias da Secretaria de Educação e dos recursos destinados à acessibilidade das escolas públicas, além dos cursos de capacitação de professores e a implantação de centros de referência de atendimento a pessoas com deficiência.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Vanderley Pedrosa institui o Dia Estadual da Síndrome de Down, a ser celebrado anualmente em 21 de março.

A Assembleia Legislativa aprovou, na sessão plenária desta quarta-feira (17/03).

PROJETO DE LEI Nº 06/2010


INSTITUI O DIA ESTADUAL DA SÍNDROME DE DOWN.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARÁ

DECRETA:

Art. 1° Fica instituído, no âmbito do Estado do Ceará, o "Dia Estadual da Síndrome de Down", a ser celebrado no dia 21 de março de cada ano.

Parágrafo único. O dia estadual da Síndrome de Down, passará a constar do calendário oficial de eventos do Estado do Ceará.

Art. 2º Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.
Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário.

Sala das Sessões da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará em 5 de fevereiro de 2010.