existir

A EXISTIR surgiu em 2001, por iniciativa de um grupo de pais de crianças com Síndrome de Down, com o propósito de constituir uma entidade privada, sem fins lucrativos, que apoiasse crianças portadoras de necessidades especiais, em especial a Síndrome de Down. Fundamos a Entidade em fins de 2004, com o seu registro em 25.01.2005, tendo por objetivo um projeto diferenciado, ou seja, trabalho em grupos de crianças com Síndrome de Down a partir dos 2 anos de idade.

sexta-feira, 12 de junho de 2015


Texto de Jornalista que Defende Filha com Síndrome de Down Torna-se Viral


Caroline Boudet é mãe de uma bebé de quatro meses. Louise nasceu com síndrome de Down e desde então a progenitora diz que tem recebido um grande número de comentários insensíveis nas redes sociais.

Por isso, a jornalista, em jeito de protesto, decidiu usar o Facebook para publicar uma lista de declarações inapropriadas que as pessoas escrevem na sua página da rede social, quando se deparam com fotos da filha.

“Esta é minha filha, Louise. Ela tem 4 meses, duas pernas, dois braços e um cromossoma a mais”, escreveu no início do texto, que entretanto se tornou viral.
“Não diga à mãe dela: ‘Como ela é um bebé com Down, ela vai… etc.’ Não. Ela é um bebé de 4 meses que por acaso tem síndrome de Down. Não é o que ela É, mas o que ela TEM. Nunca diga ‘Ela é uma criança cancerígena’”, acrescentou.

Caroline apontou outros equívocos comuns que enfrenta nas redes sociais ou quando passeia com a filha: “Eu sei que se nunca passou por isso, não pensa a esse respeito, mas as palavras importam. Elas tanto podem confortar como magoar”.

A jornalista explicou, ainda, que decidiu escrever este texto, “porque a cada ano (na França) há 500 novas ‘mães de Louise’ que podem ter o seu dia estragado por este tipo de palavras”.

Fonte: http://www.movenoticias.com/2015/06/texto-de-jornalista-que-defende-filha-com-sindrome-de-down-torna-se-viral/

Nenhum comentário:

Postar um comentário